FÓRUM

O Fórum Desafio Brasil + China 2017 será o marco inicial da formação de um projeto brasileiro de desenvolvimento baseado no encontro de iniciativas, projetos e ideias de sucesso em países em desenvolvimento. Um Fórum idealizado por brasileiros engajados, em busca de projetos inovadores, ideias escaláveis e coalizões sustentáveis. Uma agenda alternativa de desenvolvimento para o Brasil de amanhã.

INSTITUCIONAL

Molde Soluções

A partir de projetos idealizados ou em execução e múltiplas perspectivas, o Forum será uma plataforma para a idealização de ações inovadoras, projetos escaláveis e soluções duradouras para o desenvolvimento.

Escale Ideias

Inovação é a chave do desenvolvimento. Apresente seus projetos em um ambiente amplo. Traga novas percepções, perspectivas e parcerias para sua ideia.

Uma Nova Agenda para o Futuro

Tomadores de decisões, Empresários, Especialistas e Estudantes de todo o mundo. Uma perspectiva multiangular sobre um futuro mais inteligente, responsivo e próspero.

NOSSOS PILARES

PARTICIPANTES

ORGANIZADORES

Platinum


Gold


Bronze


APOIO INSTITUCIONAL

CONTATO

RJ, Brazil

Beijing, China

contact@brazilchinachallenge.org

close

Post-Western World: Emerging Powers in a World in Transition

Os últimos dez anos têm levantado questionamentos na academia, governos e setor privado sobre o futuro das relações de poder entre países. Os rearranjos que pareciam vir da ascensão da China, a crise financeira de 2008, junto com a fundação dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), se sedimentam com os problemas de representação nas democracias liberais ao redor do Ocidente e a criação da One Belt One Road Initiative pela China.

É um momento de transformação e ruptura. Todavia, é também um momento de inevitável oportunidade. O modelo de desenvolvimento das democracias liberais ocidentais é cada vez mais colocado em xeque e alternativas são necessárias. As incertezas previstas por teóricos há anos já estão aqui e a hora de repensar como fazer desenvolvimento é urgente.

As previsões de fim do Estado-nação que acompanharam os debates sobre globalização se chocam com a aparente rejeição de valores que vinham guiando a ordem mundial nos últimos 50 anos. Para além dos pessimismos e otimismos exacerbados, o eixo existente fora dos Estados Unidos e Europa é um caldeirão de possibilidades que precisam ser observadas com atenção.

A crise de representatividade é o outro lado da moeda da falta de capacidade de resposta dos Estados. É necessário enxergar onde as demandas básicas são atendidas não apenas em grau de sucesso, mas em velocidade das mudanças institucionais – a nível nacional e internacional. Para se adaptar, é preciso considerar experiências locais e orgânicas, somando vozes e tornando o debate sobre desenvolvimento realmente democrático.

Convidamos os participantes ao painel Post-Western World: Expanding the World Order e aos solutions labs: State responsiveness: Looking beyond the West e The Beijing Consensus: a viable alternative for development?